Como fazer a transição gradual da dieta carnívora para a dieta vegetariana | Arcturianos

A mudança para a dieta vegetariana ocorre para cada pessoa de um modo diferente.

Muitas pensam a respeito durante muito tempo antes de se tornarem vegetarianas; outras se convencem imediatamente e já partem para a prática; algumas adotam dietas de transição para ir abandonando a carne aos poucos e várias dormem carnívoras e acordam vegetarianas!

Basicamente essa transição gradual consiste em ir diminuindo o consumo da carne até alcançar o seu completo abandono e adaptação à nova dieta.

Através de planejamento, pesquisa e força de vontade a transição para o vegetarianismo pode ser bem sucedida. Vamos a algumas dicas!

Independentemente se irá ou não conseguir manter esse novo estilo de vida, parabéns, pois só o fato de estar disposto(a) a mudar hábitos já é indício de um chamado interior.

Saiba que não está sozinho(a)! É preciso ter foco e manter-se firme diante das cobranças sociais, das piadinhas infames e das críticas familiares.

Não se deixe abater pelo preconceito alheio.

Comece a pesquisar receitas e a se familiarizar com o hábito de cozinhar. Não dependa dos outros para se alimentar!

Faça um cronograma de alimentação. Sugerimos o seguinte; você terá 1 mês para realizar a transição, ou seja, 4 semanas:

Na primeira semana coma 1 dia carne vermelha, 1 dia carne de frango e 1 dia carne de peixe.

Nos outros 2 dias experimente comer soja e outros pratos vegetarianos. Muita salada, legumes e verduras.

Nos fins de semana você pode comer pratos com carne, desde que ela não seja o prato principal. Por exemplo: pode ser um macarrão à bolonhesa, mas não um churrasco!

Na segunda semana coma 1 dia carne vermelha e 1 dia carne de frango ou peixe.

Nos outros 3 dias experimente receitas sem carne. Nos fins de semana opte pelas massas e pelas saladas. Visite restaurantes vegetarianos e analise seus pratos!

Na terceira semana retire a carne vermelha.

Coma 2 dias na semana carne de frango ou peixe. Nos outros 3 dias só coma pratos vegetarianos, assim como no fim de semana.

Na quarta e última semana só coma em 1 dia a carne de frango ou peixe.

Passadas as 4 semanas você já terá realizado a dieta de transição; estará pronto e menos condicionado à carne.

Já terá pesquisado receitas, como alimentar-se de modo a não sofrer carências nutricionais e já terá comunicado a todos sua decisão.

Caso você não resista a alguma ocasião e coma carne, não dê por perdida sua tentativa de tornar-se vegetariano.

Com o tempo a vontade irá diminuir e para você se tornará algo natural recusar a carne na alimentação. Aos poucos, perceberá que a maior barreira era a barreira mental.

Quebrar crenças e preconceitos que acreditava serem verdades como sempre lhe foi ensinado, realmente não é fácil: “precisamos comer carne pra ficar forte”, “temos caninos para mastigar carne”, “nossos antepassados não criaram arco e flecha…”, enfim, melhor parar por aqui porque você já compreendeu.

Seja o exemplo vivo dessa quebra de paradigmas.

E se você, já livrou-se do hábito de comer carne vermelha, compartilhe esse texto para quem “quer parar mas não consegue”. Talvez seja um incentivo para esta pessoa.

Você tem alguma sugestão ou alguma receita para colaborar com o nosso site? Envie por mensagem ou deixe nos comentários. Gratidão!

Fonte (com adaptações): Estilo Vegan | Eu Superior – O despertar de uma nova era

Arcturianos

Arcturianos

O projeto Arcturianos tem como propósito reunir o máximo de interessados em aumentar as frequências de luz no sistema de nossos quatro corpos inferiores (físico, emocional, mental e espiritual) e elevar nosso quociente de luz até sua capacidade máxima. Vibre com a gente!
Arcturianos

Últimos posts por Arcturianos (exibir todos)

Quem compartilha também ajuda!