Esplendor de Luz | Arcturianos
Yoga, o que é e quais os seus benefícios para o corpo e a mente

Yoga, o que é e quais os seus benefícios para o corpo e a mente

Yoga significa controlar, unir. É um termo de origem sânscrita, uma língua presente na Índia, em especial na religião hinduísta.

Yoga é um conceito, uma filosofia, que trabalha corpo, mente e espírito, através de disciplinas tradicionais de quem a pratica.

 

Benefícios do Yoga e dos Asanas (Posturas) de Yoga

 

Yoga é relacionada ao budismo e ao hinduísmo, com práticas de exercícios e meditação para trabalhar a parte física e também a mente.

Existem diversos ramos do Yoga, como a raja-ioga, carma-ioga, jnana-ioga, bacti-ioga e hata-ioga, e cada uma delas possui ações e atividades diferentes para trabalhar com os indivíduos.

Yoga é uma filosofia de vida que tem sua origem na Índia, há mais de 5000 anos e atualmente é conhecido não apenas como uma filosofia de vida, mas também como sistema holístico que trabalha o corpo, mente e espírito ao mesmo tempo.

 

Existem diversos ramos do Yoga

 

A Yoga trabalha as emoções, ajuda as pessoas a agir de acordo com seus pensamentos e sentimentos, além de trazer um profundo relaxamento, concentração, tranquilidade mental, fortalecimento do corpo físico e o desenvolvimento da flexibilidade.

Benefícios do Yoga e dos Asanas (Posturas) de Yoga

 

A prática do Yoga nos beneficia de várias formas. Diversos aspectos e dimensões de nossas vidas podem ser enriquecidos e beneficiados pela prática persistente do Yoga e dos asanas (posturas) do Yoga.

Nosso sistema é uma ininterrupta mescla de corpo, mente e espírito.

 

Benefícios do Yoga e dos Asanas (Posturas) de Yoga

 

Qualquer irregularidade no corpo afeta a mente e, similarmente, o desconforto e a inquietude na mente se manifestam como males no corpo. O Yoga e seus asanas nos beneficiam, trazendo um equilíbrio harmonioso ao nosso sistema.

Fisicamente, as práticas nos beneficiam de diversas formas.

Além de melhorar a flexibilidade dos músculos e das juntas, também os fortalecem e melhoram a postura do corpo.

Os asanas, ou posturas, proporcionam uma massagem nos órgãos, ajudando a melhorar seu funcionamento.

Dessa forma, o Yoga e seus asanas também beneficiam o desempenho coordenado dos diversos sistemas do corpo – digestivo, endócrino, cardiovascular, nervoso, etc..

 

O Yoga cura diversas doenças crônicas

 

O Yoga cura diversas doenças crônicas, como pressão sanguínea alta/baixa, dor corporal crônica, diabetes, depressão, distúrbios do sono, etc., de forma simples e natural, e também melhora o sistema imunológico.

Um dia iniciado com a prática das asanas do Yoga nos mantém enérgicos, entusiasmados e renovados até o anoitecer.

Você já reparou em como o ritmo da respiração muda com a mudança das emoções/sentimentos?

Nossa respiração é rápida quando estamos raivosos, pesada quando tristes e leve e calma quando pacíficos. Assim como nossa mente influencia nossa respiração, a respiração e o Yoga influenciam a mente.

Com os pranaiamas (técnicas de respiração) ensinados no Yoga a mente se torna mais calma, pacífica e alerta, ajudando-nos a tomar melhores decisões. A concentração melhorada que resulta das práticas nos faz eficientes e competentes.

Através dessas práticas nós podemos eliminar o estresse que acumulamos, e assim experimentar os profundos benefícios do Yoga em nosso dia-a-dia.

 

Com os pranaiamas (técnicas de respiração) ensinados no Yoga a mente se torna mais calma

 

De forma extremamente sutil e espontânea, o Yoga e seus asanas nos fazem mais contentes e felizes. Eles expandem nossa esfera de pertencimento e, assim, melhoram nossos relacionamentos.

Os talentos inertes e a criatividade começam a florescer e nos tornamos harmoniosos com a natureza.

Eventualmente, isso nos leva à realização da paz e da alegria internas e infinitas, apesar de toda a dissonância que nos cerca.

 

Somos fortes, sadios e felizes.

O que é Prana? A força vital de toda a criação

O que é Prana? A força vital de toda a criação

Os ensinamentos védicos nos dizem que a respiração não consiste apenas de ar, mas ela é força vital, Prana, a energia orgânica que compõem as correntes do corpo sutil.

O corpo sutil é nosso corpo não-físico, que inclui a força vital do corpo, o intelecto, a mente e o ego.

O Prana é gerado dentro dos Chakras, os 7 centros de energia distribuídos ao longo da coluna vertebral.

A força vital de toda a criação, o Prana, faz com que a Terra gire em torno do Sol, e que a Luz orbite ao redor da Terra.

O Pranamovimenta o ar, a água, os nervos, as células de memória, e as marés oceânicas. É a base do pensamento e da consciência que habita dentro do corpo, e também a base de todas as criações.

A respiração consciente ajuda a acalmar a mente, para que nossos pensamentos possam entrar em harmonia com a intuição.

Bri Maya Tiwari, Caminho da Prática, pág. 28/29

O que é Prana?

Prana é a fonte de toda a energia no universo – são os átomos de luz que existem no Universo – e, como energia criadora universal é chamado de Grande Prana.

Todos nós vivemos de Prana, sem ele a vida na Terra não é possível, pois é o Prana que movimenta a luz no planeta.

O Prana está em toda a natureza, na água, no ar, na terra e no fogo – ele é parte da vida não visível, cuja vibração é puramente divina.

Ele entra em nosso organismo por meio dos raios solares, da água, da terra, das rochas e cristais, da respiração, das plantas e da alimentação (quando tiramos a alimentação pesada do organismo, o Prana é melhor aproveitado pelo corpo).

Esta energia sutil atua através de um mecanismo cujo ritmo é coincidente com o da respiração pulmonar.

Cada vez que inspiramos absorvemos Prana e, a cada expiração o distribuímos pelos vários órgãos do corpo sutil.

Os grandes centros de Prana são as glândulas e centros nervosos do corpo físico, bem como os respectivos centros de energia, os Chakras. As linhas de fluxo do Prana no duplo etérico formam um verdadeiro sistema de circulação, e é nele que se baseiam as técnicas do Yoga. Prana é a vida da vida, é a vida do Yoga e do Ayurveda (medicina indiana).

Prana também é a energia que circula pelo corpo e regula todas as funções corporais, é transformado em várias forças no corpo, e está envolvido em processos que garantem que vamos eliminar as coisas de que não precisamos mais.

Nessas forças ou cinco diferentes formas, cada Prana tem a sua própria função e área de ação no corpo, são diferentes correntes de energia chamadas Vayus (ventos), e cada um governa funções vitais no corpo – há uma relação direta entre bloqueios de energia nestes Vayus e doenças físicas.

Passamos grande parte de nossas vidas involuntariamente nos privando de oxigênio suficiente, e do Prana, a energia vital que acompanha uma boa respiração – e isso, é o que nos deixa em um estado energético e espiritual bastante empobrecido – por isso as práticas respiratórias dirigidas, reguladas e conscientes podem nutrir nosso espírito, ajudar a nos transformarmos e a curar-nos das feridas emocionais e espirituais – pois assim, extraímos uma quantidade maior de Prana que se armazena em nosso corpo e nos centros nervosos para ser utilizada quando for necessário.

Podemos armazenar Prana da mesma forma que os acumuladores armazenam eletricidade.

Mas… como gerar Prana através da respiração?

Os exercícios respiratórios para este controle são uma forma maravilhosa de aumentar a duração e a qualidade de nossa vida – os Pranayamas – exercícios de controle e extensão da respiração e, portanto, do Prana – eles são a tecnologia da respiração yogue, projetados para recolocar o fluxo respiratório em harmonia com os ritmos do universo.

Fontes: Baseado nos textos das apostilas dos Cursos de Formação em Yoga do Centro de Yoga Montanha Encantada Lílian e Joseph Le Page e do Curso de Formação da Maria Laura Packer.

Entenda o que é Prana

“O Prana alimenta o cérebro na medida em que controla o funcionamento do sistema nervoso.

Se você se sente estressado ou exausto com freqüência, talvez não esteja inalando prana suficiente.

Mas também pode ser que esteja desperdiçando seu Prana, seja por excesso de trabalho, ou porque deixa escapar passando muitas horas em frente ao computador ou à televisão, fica em lugares com ar condicionado ou usa micro-ondas.

Todas essas atividades esvaziam o prana.

Compare o cansaço que sente nessas situações, com a sensação energizante que tem quando fica em um lugar cheio de Prana– perto do mar, por exemplo.”

Swami Saradananda, Os Segredos da Respiração pág.40

Conheça o Sétimo Chakra – Sahastrada

Conheça o Sétimo Chakra – Sahastrada

O sétimo centro (Sahastrara) é o chakra que integra todos os demais chakras com suas respectivas qualidades.

É o último marco da evolução da consciência humana.

Atualmente, nós nos encontramos em um nível que corresponde a este chakra e nossa consciência é capaz de facilmente penetrar neste novo reino de percepção, que está além de nossa mente limitada e de nossos conceitos e que se torna absoluta ao nível do Sahasrara.

 

É a percepção direta e absoluta da Realidade em nosso sistema nervoso central.

 

À medida que a energia Kundalini atravessa o topo da sua cabeça (também conhecida como a área da fontanela), ela une sua consciência individual (atma) à consciência universal (paramatma).

Isso pode ser sentido como uma poderosa sensação de pulsação na coroa de sua cabeça. Uma sensação de fusão e vibrações mais frias muitas vezes seguem essas poderosas pulsações.

Como resultado dessa experiência, você terá obtido uma nova dimensão de consciência que permitirá que você perceba melhor a verdade. Você terá tudo o que precisa para distinguir o bem do mal, o certo do errado e a verdade da falsidade.

Uma vez que você tenha alcançado a conexão da sua Kundalini, com a Energia Divina do universo, você não será mais consumado com o passado ou o futuro.

Você experimenta alegria interior verdadeira ao contrário de qualquer que tenha experimentado antes. Neste ponto, sua consciência humana se uniu ao divino e seus seres físicos, intelectuais, emocionais e espirituais se tornaram um.

 

Agora você pode atuar em perfeita harmonia.

 

Você não sentirá confusão ou contradição. Você experimentará completa calma interior e alegria perfeita. Você intuitivamente saberá que resposta ou ação é moralmente correta.

Antes de alcançar a conexão da sua Kundalini, você deve ter que aceitar que Deus existe apenas pela fé.

Mas depois, você se moverá para um estado de consciência sem dúvida, onde vocês dois estão conscientes e se sentem seguros sobre a existência do Divino.

À medida que você continua a meditar, essa consciência sem dúvida se tornará ainda mais forte.

 

conheca o setimo chakra

 

Significado de Sahasrara: Mil Pétalas

Cor: Violeta, Dourado e Branco.

Pedras: Cristal de Quartzo, Diamante, Topázio Incolor, Ametista, Charoíta, Fluorita, Pirita, Calcita Dourada, Ametrino.

Função: Yoga, União com o Todo, Integração de todos os chakras.

Qualidades:

 

É através do chakra Sahasrara que você pode se conectar ao poder que o criou. Com isso, você pode descobrir o significado de sua vida. Representa o seu destino final – a realização do céu na terra.

 

As qualidades do chakra de Sahasrara incluem:

 

• Integração

• Consciência sem pensamentos


• Silêncio, faculdade de viver no presente


• Abertura da consciência perceptiva vibratória


• Entrada na consciência coletiva.

 

Cada um dos seus seis chakras principais (de Mooladhara através de Agnya) tem raízes dentro do seu cérebro.

Quando você desperta sua Kundalini Ela passa por cada um dos seis chakras e se instala na região limbica do seu cérebro. Este processo também é conhecido como Iluminação Espiritual.

 

O chakra Sahasrara está representado no espaço oco dentro da área límbica. Mil nervos cercam esse espaço.

 

Quando a energia Kundalini entra em seu chakra Sahasrara através da meditação, todos esses nervos disparam em uníssono. A energia Kundalini então se manifesta através do topo da sua cabeça e se une à Energia Divina do universo.

Bloqueios:

 

Isolamento, solidão, frustração.

Auto-avaliação:

 

Se o seu chakra Sahasrara estiver bloqueado ou desequilibrado, você pode ter dificuldade em sentir as vibrações em geral.

Você também pode experimentar dúvidas quanto à realidade espiritual ou à existência do divino.

Felizmente, quanto mais você pratica alguma meditação como a Sahaja Yoga, mais clara será sua totalidade em seus chakras (ou centros de energia).

Isso acabará por conduzir ao equilíbrio dentro do Sahasrara.

Tudo o que é necessário é uma mente aberta e uma vontade de continuar a praticar a sua meditação.

Eventualmente, você conseguirá e experimentará a conexão de sua Kundalini com a Divina Energia regularmente.

Como equilibrar:

 

Você pode trabalhar para equilibrar seu chakra Sahasrara colocando a mão direita firmemente na coroa da sua cabeça.

Gire a mão lentamente no sentido dos ponteiros do relógio enquanto diz: “Deixe-me experimentar o estado da meditação”.

Se você não consegue sentir as vibrações inicialmente, não deixe isso ser uma causa de dúvida.

Apenas seja paciente consigo mesmo e continue com isso. Você também chegará lá. Este é um passo importante para manter seu chakra Sahasrara aberto e livre de obstruções.

 

Conheça o Primeiro Chakra – Muladhara

Conheça o Segundo Chakra – Swadisthana

Conheça o Terceiro Chakra – Nabhi

Conheça o Quarto Chakra – Anahata

Conheça o Quinto Chakra – Vishuddhi

Conheça o Sexto Chakra – Agnya

Conheça o Sétimo Chakra – Sahastrada

Fontes: Sahaja YogaPranayamaSomos Todos Um

Conheça o Sexto Chakra – Agnya

Conheça o Sexto Chakra – Agnya

O sexto chakra Agnya é o do perdão e da compaixão.

O perdão é o poder de deixar sair a ira, o ódio e o ressentimento e de descobrir, com humildade, a nobreza e a generosidade do Espírito.

 

É este chakra que dissolve todo o nosso ego, condicionamentos, hábitos, falsas idéias de racismo e todas as nossas identificações errôneas.

 

É a porta estreita que abre o caminho para nossa consciência ascender a seu destino final, que é o sétimo chakra.

Olhos que vagueiam, olhando coisas impuras, ou egocentrismo danificam este chakra. Olhar o céu, a terra ou a natureza pode ajudar a purificá-lo.

 

 

Significado: Comando

Cor: Azul Índigo

Pedras: Sodalita, Safira Azul, Lápis Lazuli, Turmalina Azul, Azurita.

Qualidades:

 

• Perdão

• Compaixão


• Humildade


• Sensibilização sem pensamentos


• Ego e superego

 

A qualidade primária de Agnya é o perdão. É através deste chakra que você aprende a se perdoar e a outros por deficiências humanas.

O chakra de Agnya também é referido como “o terceiro olho”. Quando energizado, este chakra permite que você consiga a consciência irrefletida, ou o silêncio mental, que é tão essencial para rejuvenescer a meditação.

Experiência e Benefícios:

 

Seu chakra Agnya controla sua visão, audição e pensamentos. Também controla sua glândula pituitária.

Esta glândula essencial, também conhecida como “glândula mestra”, regula todas as outras glândulas endócrinas e influencia seu crescimento, maturação fisiológica, metabolismo e sono.

 

Muitos de nós passamos longas horas no computador como parte de nossos trabalhos.

 

Nós também passamos muito tempo na frente da televisão. Muita estimulação visual pode enfraquecer o chakra Agnya.

O seu Agnya esquerdo está conectado à parte do superego do seu cérebro, que retém suas memórias, experiências, hábitos e emoções.

Seu Agnya direito está conectado à parte do ego do seu cérebro, que se concentra no futuro através do pensamento, planejamento e ação. Seu ego e seu superego se cruzam dentro do chakra Agnya.

Se o Agnya esquerdo for hiperativo, seu superego pode inchar como um balão. Todo o foco no passado pode levar ao desenvolvimento de um temperamento altamente emocional e pensamentos ou comportamentos auto-prejudiciais.

 

Da mesma forma, se o seu Agnya direito é hiperativo, seu ego irá se expandir com todo o excesso de pensamento e planejamento.

 

Isso pode levar à agitação, perda freqüente de temperamento e até mesmo comportamento agressivo em relação aos outros.

Felizmente, preencher o chakra Agnya com a energia Kundalini é uma maneira muito eficaz de equilibrar e esvaziar os balões.

O silêncio mental que vem da meditação infunde humildade em todos nós. Através da humildade, desenvolvemos o poder do perdão.

O perdão é sobre aceitação e cura. Isso liberta você dos laços negativos de raiva, ódio e ressentimento. Ao perdoar, você pode esperar experimentar uma tremenda sensação de paz e alívio.

Bloqueios:

 

Dificuldade de raciocínio, problemas físicos na cabeça (rosto, nariz, ouvido…), problemas nervosos, rigidez mental, visão limitada, aversão à espiritualidade, falha de memória, confusão mental.

Auto-avaliação:

 

Se o seu chakra Agnya estiver bloqueado, você pode experimentar uma incapacidade de perdoar a si mesmo ou a outros.

Você também pode encontrar-se morando no passado ou consumido com auto-piedade.

O egoísmo e a agressividade são outros sinais de um desequilíbrio de Agnya, bem como uma obsessão pela pornografia ou fantasias sexuais que distraem.

Preocupação, pensamento excessivo e planejamento excessivo também podem indicar um bloqueio do chakra de Agnya.

Como equilibrar:

 

Para equilibrar seu chakra Agnya, pratique seu exercício de meditação em um ambiente natural.

Tente meditar ao ar livre enquanto olha para o céu. Você também pode colocar sua mão direita em sua testa, depois baixe sua cabeça e diga: “Eu perdoo a tudo e a todos, inclusive a mim mesmo”.

Tente expressar seu perdão de seu coração. Pode-se também orar o Pai Nosso ainda com a mão na testa.

A melhor maneira de manter seu chakra Agnya equilibrado é evitar o pensamento e o planejamento excessivos. Viva o presente – e aproveite cada segundo!

 

Conheça o Primeiro Chakra – Muladhara

Conheça o Segundo Chakra – Swadisthana

Conheça o Terceiro Chakra – Nabhi

Conheça o Quarto Chakra – Anahata

Conheça o Quinto Chakra – Vishuddhi

Conheça o Sexto Chakra – Agnya

Conheça o Sétimo Chakra – Sahastrada

Fontes: Sahaja YogaPranayamaSomos Todos Um

Conheça o Quinto Chakra – Vishuddhi

Conheça o Quinto Chakra – Vishuddhi

O quinto chakra (Vishuddhi) é o chakra da diplomacia, dos relacionamentos puros com os outros, e do alegre desapego.

 

Ele remove todas as nossas culpas e remorsos, quando aberto pela Kundalini, e nos dá uma voz gentil e compassiva.

 

As tendências de dominar os outros ou de se sentir dominado pelos outros, os sentimentos de superioridade ou de inferioridade e todos os ciúmes são removidos quando este chakra é nutrido pela Kundalini.

Também, o Vishuddhi é o chakra que nos dá a conexão com o todo, permitindo-nos sentir nossa unidade e o fato de que somos todos parte e parcela do Todo.

 

Experiência e Benefícios:

 

O chakra Vishuddhi governa seu pescoço, garganta, braços, rosto, orelhas, boca e dentes. Também controla suas habilidades de comunicação.

Quando seu chakra Vishuddhi é equilibrado, você tem uma perspectiva equilibrada sobre eventos em sua vida.

 

Os desafios podem ser enfrentados com a tranquilidade. Você se sente otimista mesmo em situações esmagadoras.

 

O chakra Vishuddhi permite reconhecer que existem eventos externos fora de você. Como resultado, você pode testemunhá-los com calma.

Um Vishuddhi equilibrado é essencial para o seu crescimento como um ser espiritual.

Também é essencial para o crescimento de relacionamentos positivos e saudáveis com os outros.

Diplomacia e respeito são reforçados pela força desse chakra.

Você também pode ativar esse chakra quando fala do coração e louve em vez de criticar.

 

Significado de Vishuddhi: O Grande Purificador

 

conheca o quinto chakra

 

Cor: Azul Celeste

Pedras: Topázio Azul, Turquesa, Calcita Azul, Quartzo Azul, Angelita.

 

Qualidades:

 

*Relações positivas

*Comunicação efetiva


*Polidez


*Diplomacia


*Sentido da comunidade


*Personalidade agradável

 

As qualidades fundamentais conferidas pelo seu chakra Vishuddhi incluem uma comunicação efetiva e um senso de comunidade.

Quando seu Vishuddhi é equilibrado e energizado, você se sente em harmonia com o resto da humanidade.

É através do chakra Vishuddhi que você recebe a capacidade de ser diplomático, educado e agradável.

O chakra Vishuddhi também lhe dá a capacidade de aceitar deficiências e desafios sem sentimentos de culpa.

Auto-avaliação:

 

Se o seu chakra Vishuddhi não for equilibrado, você pode experimentar uma falta de auto-respeito e sentimentos de culpa.

Você também pode experimentar períodos de reação exagerada e comunicação agressiva.

A conversa ou grito excessivo às vezes pode causar um bloqueio no chakra Vishuddhi direito.

Dor ou infecção em seus ouvidos ou dentes podem indicar um bloqueio do chakra Vishuddhi.

Sentimentos de culpa podem apresentar-se como ombros doloridos ou tensos e pescoço.

Isso pode indicar um desequilíbrio no seu Vishuddhi esquerdo.

Resfriados recorrentes, sinus e infecções brônquicas podem indicar um desequilíbrio do Vishuddhi direito. Relações inadequadas ou ilícitas também podem causar desequilíbrios no chakra Vishuddhi.

Bloqueios:

 

Garganta apertada, nó na garganta, gagueira, problemas físicos na garganta queixo, nuca e ouvido, problemas físicos relacionados à voz, traqueia, região pulmonar, esôfago e braços, linguajar chulo, dificuldade de se mostrar, timidez, superficialidade, medo da opinião alheia, rigidez, dificuldade de ser o que quer.

Como equilibrar:

 

Se você quiser equilibrar seu chakra Vishuddhi, coloque sua mão direita alguns centímetros na frente de sua localização. Sua palma deve estar voltada para dentro.

Uma vez que você sente energia fluindo através de sua mão, gire-a em torno do chakra no sentido horário. Repita esta rotação várias vezes.

Para limpar seu Vishuddhi esquerdo, segure uma vela a poucos centímetros de distância da interseção do pescoço e ombro esquerdo.

Mova a chama suavemente e lentamente no círculo do sentido horário em torno do chakra.

Tratamento com as atitudes:

 

Praticar o desapego (de pensamentos, condicionamentos, ambições e desejos emocionais ) e o estado de testemunha.

Conheça o Primeiro Chakra – Muladhara

Conheça o Segundo Chakra – Swadisthana

Conheça o Terceiro Chakra – Nabhi

Conheça o Quarto Chakra – Anahata

Conheça o Quinto Chakra – Vishuddhi

Conheça o Sexto Chakra – Agnya

Conheça o Sétimo Chakra – Sahastrada

Fontes: Sahaja YogaPranayamaSomos Todos Um