As Leis que regem nossa Vida – Hermes Trismegisto e os Princípios Herméticos | Arcturianos

 

Hermes Trismegisto (“Hermes, o três vezes grande”), foi um legislador egípcio, pastor e filósofo, que viveu na região de Ninus, por volta de 1.330 a.C. ou, até, antes desse período.

 

Este sábio deixou uma vasta contribuição e conhecimento para a Humanidade, que foi registrado em trinta e seis livros sobre teologia e filosofia, além de seis sobre medicina.

O estudo sobre sua filosofia é denominado Hermetismo.

 

Hermes Trismegisto foi inspiração para diversos pensadores da Antiguidade, tais como, Sócrates, Platão e Aristóteles.

 

Seus conhecimentos, na Idade Média, ganharam impulso, graças aos Alquimistas, que estudavam os princípios Herméticos, visando com isso, a transformação do ser humano, “o chumbo da personalidade no ouro do Espirito”.

Os Princípios Herméticos são, basicamente, fundamentados em sete principais Leis que foram registradas no livro Caibalion, palavra hebraica, que significa:

 

“Tradição ou preceito manifestado por um ente de cima” e explicam como tudo se manifesta na Criação.

 

O Caibalion ou Kybalion é o livro que aborda as leis que direcionam e organizam toda a Vida na Criação.

As 7 Leis Herméticas são o principal alvo de estudo desse livro.

O Caibalion foi escrito por três indivíduos ou até, seja possível que se trate de apenas um, mas com a denominação de autoria de “Três Iniciados”.

O conteúdo e a essência do livro diz respeito ao que foi ensinado por Hermes Trismegistus nas Escolas Herméticas do Egito e da Grécia.

O Ensinamentos contidos no Caibalion se baseiam na sabedoria das Leis Herméticas, que são:

 

  1. Lei do Mentalismo;
  2. Lei da Correspondência;
  3. Lei da Vibração;
  4. Lei da Polaridade;
  5. Lei do Ritmo;
  6. Lei do Gênero;
  7. Lei de Causa e Efeito.

 

Agora que já sabemos sobre a origem das Leis Herméticas, vamos saber um pouco mais sobre o fundamento de cada uma delas:

 

1 – Lei do Mentalismo

 

“O Todo é Pura Consciência e Mente Criadora.”

“O Universo é mental.”

 

O universo é como um grande pensamento divino.

É a mente do Ser Superior que ao ‘pensar’ , cria tudo que existe.

A criação surgiu à partir da ideia da mente divina.

Nossa mente está ligada a mente divina que contém todo o conhecimento.

Toda Criação parte da Pura Consciência Divina.

A partir dessa concepção é importante perceber que quanto mais conectados e abertos à Consciência Divina estivermos, mais  captaremos informações superiores, receberemos conhecimento e teremos sabedoria.

 

2 – Lei da Correspondência

 

“Assim como é em cima (macrocosmos) é embaixo ( microcosmos).” 

“O que está dentro reflete no que está fora e vice-versa.”

 

As leis que regem o Universo, também, regem nossa existência!

O Macrocosmos age  em nós (microcosmos)  e nós agimos no Macrocosmos (Universo).

Nossa ações repercutem na Criação.

Através da compreensão desse Princípio  teremos condições de agir com mais Consciência e Responsabilidade em nossa relação com o TODO.

Tudo está interligado e integrado.

Como, o filósofo grego, Sócrates, já dizia:

 

“Homem conhece-te a à ti mesmo e conhecerá Deus e o Universo!”

 

3 – Lei da Vibração

 

“Tudo na Criação é movimento, energia e vibração!”

“No universo tudo vibra.”

 

Desde o Cosmos às partículas sub-atômicas, tudo é energia, portanto se movimenta e possui onda, frequência e vibração.

Quanto mais densa é a  energia, mais baixa é a frequência e, consequentemente,  a vibração.

Quanto mais elevada é a energia, mais alta é a frequência e, por consequência, mais elevada é a vibração.

A Lei da Vibração tem sido muito estudada pela Física Quântica, na atualidade.

Este Princípio nos remete ao cuidado com nossa  energia, quanto mais a  elevarmos, melhor será nossa frequência e vibração.

 

4 – Lei da Polaridade

 

“Tudo na Criação se manifesta através da polaridade.”

 

A polaridade gera a dualidade.

A vida se expressa através das polaridades, dos contrastes, dos contrários, dos opostos.

Os opostos se complementam, são extremos da mesma realidade:

  • O polo positivo e o negativo, produzem corrente elétrica .
  • O claro e o escuro são manifestações da luz.
  • Através dos opostos a verdade se revela.

Se não fossem os contrastes não existiria:

  • experiência;
  • aprendizagem
  • aperfeiçoamento
  • e transformação.

Temos a possibilidade de nos autoconhecer e enxergar através dos opostos.

 

5 – Lei do Ritmo

 

“Tudo na Criação tem seu fluxo e refluxo, vem e vai, sobe e desce, começa e termina.”

 

Está lei gera :

  • a criação e destruição;
  • ascensão e queda;
  • expansão e estagnação;
  • os ciclos dos  seres e da natureza;
  • o término de uma fase e o começo de outra.

A lei do ritmo faz com que cada ciclo seja completado e nesse fluxo seja mantido o equilíbrio da Vida.
Cada ser, elementos da Natureza e Dimensão da Criação segue de acordo com seu ritmo e velocidade de manifestação.

Quanto mais superior a Dimensão da Natureza mais rápida, leve e simples é a existência nela.

Quanto mais Consciência temos, mais  percepção e interação temos com as Dimensões  Superiores da Criação.

 

6 – Lei do Gênero


 

“O gênero se expressa através do Masculino e Feminino, o gênero se manifesta nos planos da criação.”

 

A Vida se expande, através dessas duas expressões criadoras:

  • masculino ( energia projetiva)
  • feminino (energia receptiva)

Essas expressões de gênero se completam produzindo  a ação da força criadora em toda a Criação.

Em cada ser atua estas duas expressões de força.

Os antigos chineses associavam o Masculino ao que chamavam de Yang e o feminino de Yin.

A expressão do TODO e, também, de nós ocorre  através dessas duas FORÇAS CRIADORAS e COMPLEMENTARES, que geram várias manifestações de criação e nascimento seja  de:

  • uma semente;
  • um ser;
  • uma ideia;
  • uma invenção;
  • uma obra, entre outras.

Da utilização dessas  duas forças  em nós, criamos e recriamos, promovendo, assim, a realização e a expansão da Vida, como um todo.

7 – Lei de Causa e Efeito


 

“Toda causa gera um efeito e vice-versa.”

 

Esse princípio é reconhecido por várias religiões e fundamentos filosóficos, desde a antiguidade.

Para algumas religiões orientais milenares é denominado de Lei do  Carma.

Segundo essa Lei toda ação produz um resultado que refletirá na realidade.

A Lei do Carma não é um castigo é apenas a projeção de “cada existir” que experiencia a Criação, com o objetivo de promover amadurecimento, avanço e progresso.

Para concluir, vale salientar que a cada momento estamos interagindo com estas Leis, e quanto mais tivermos Consciência desse processo, mais poderemos fluir melhor com a manifestação delas em nossa Vida e se projetarmos melhor em nossa existência.

 

 

E, para recapitular cada uma das Leis  Herméticas, que foram descritas, acima, assistam esse vídeo.

 

Deise Aur

Deise Aur

Escritora e Produtora de Conteúdos voltados para desenvolvimento e expansão do ser humano.
Deise Aur

Últimos posts por Deise Aur (exibir todos)

Quem compartilha também ajuda!